top of page
  • Foto do escritorFIQUEOFF

O que fazer com minha viagem? COVID19


Recentemente abrimos nossos canais virtuais de atendimento a todos que estão com viagens marcadas em 2020 mesmo que não tenham reservado sua viagem conosco.


Ao atender toda essa demanda, separamos algumas perguntas frequentes para montar um FAQ durante esse período difícil pelo qual estamos passando.


Portanto, se você está com viagem marcada, vale a pena a leitura desse artigo.


ATENÇÃO: ao decidir por alterar ou cancelar sua viagem lembre-se que existe toda uma cadeira produtiva com milhões de empregos que dependem de tudo o que decidirmos nesse momento, Seja a agência de viagens, a cia aérea, hotel, prestadores de serviços, passeios e até mesmo a comunidade local que vive do turismo, todos nós estamos sendo gravemente afetados por esta crise que logo se dissipará. Portanto nesse momento se puder adiar a sua viagem, o faça. Ainda não é o cenário ideal para o seguimento turístico, mas é o menos pior. Já acompanhamos crises similares em anos anteriores e todas elas um dia terminaram. Nesse momento pedimos a todos a responsabilidade de pensar não só em si, mas no próximo. Do guia turístico na comunidade isolada onde sua única fonte de renda é o turismo até as gigantes cias aéreas, todos estão vulneráveis perante esta crise.


Lembrem-se que ao ligar no atendimento de qualquer uma dessas empresas, a pessoa que for lhe atender provavelmente estará sob um enorme estresse. Ajude com simpatia e educação e dessa forma terá mais chances de conseguir resolver seu problema.


Que possamos ser solidários uns aos outros.





1- Estou com viagem marcada para os próximos 15 dias.

Neste caso, é muito provável que o seu voo já esteja cancelado, pois praticamente todas as cias aéreas, sejam elas nacionais ou internacionais, estão com suas aeronaves no chão.

Se esta for a sua situação, você poderá encontrar alguns cenários possíveis, tais como:

- Se o seu voo foi cancelado pela cia aérea, a mesma poderá lhe reembolsar o valor integral pago, sem multas, porém neste caso o prazo de reembolso está sendo de até 12 meses. Outra opção é remarcar seu voo para o próximo voo disponível pela cia aérea SEM CUSTOS, ou seja, sem taxa de remarcação ou diferença de tarifa. E por fim, deixar o seu bilhete em aberto para remarcação com validade de até 1 ano a partir da data da compra (algumas cias aéreas adotam a data da viagem como parâmetro). Nesse último caso, a cia não cobrará taxas de remarcação, porém se houver diferença de tarifa entre a passagem que você cancelou para a nova passagem, essa deverá ser paga.


2- Meu voo está confirmado, porém não quero viajar.

As cias aéreas já adotaram há algumas semanas a flexibilização de suas regras tarifárias o que permite que sua passagem seja remarcada sem a taxa de remarcação, porém havendo diferença de tarifa para as novas datas, esta deverá ser paga. Você também poderá deixar seu bilhete em aberto por até 1 ano.

Se sua opção for pelo reembolso, a cia aérea ira aplicar taxas de reembolso sobre a passagem adquirida. E mais uma vez, o prazo para reembolso será de até 12 meses.


3- Minha viagem foi cancelada devido ao fechamento de fronteiras.

Nesta situação os procedimentos serão os mesmos do item 2. Uma vez que a cia aérea foi obrigada a cancelar o voo devido a decisões governamentais.


4- Fui obrigado a cancelar a viagem por conta da quarentena imposta pelo governo.

Essa situação novamente se encaixa no item 2 deste post.


5- Não posso viajar pois sou grupo de risco.

Neste caso o ideal é apresentar junto a cia aérea ou agência de viagens (entenda-se aqui sites onlines ou lojas físicas) documentos médicos que comprovem que você não pode viajar para não colocar sua vida em risco. Neste tipo de caso, as cias aéreas analisam cada caso e em situações devidamente comprovadas, aceitam o cancelamento sem custos para o passageiro.


6- Estava com férias programadas, porém ocorreu uma antecipação das férias e não poderei mais viajar no período programado.

Esta é outra situação que vale a tentativa de mediante documentos comprobatórios, negociar com a cia aérea ou agência de viagens o reembolso sem custos, porém está não é regra e poucas são as chances reais de conseguir. Neste caso recomendamos sempre a contratação de um seguro viagem que oferece cobertura em caso de cancelamento e alteração do período de férias. Este seguro precisa ser adquirido junto com a viagem para que suas coberturas sejam válidas.


7- Minha viagem está programada para 30 a 60 dias a partir da data de hoje.

Recomendamos não antecipar qualquer decisão nesse momento. Pois o cenário por hora para esse período é do começo da normalização dos serviços, já considerando possíveis medicamentos utilizados com bons resultados e a reabertura das fronteiras entre os países. Portanto, o ideal é deixar essa decisão para mais próximo da viagem. Exceto se a sua decisão é de realmente cancelar a viagem, aproveitando assim a flexibilização temporária das políticas de cancelamentos e remarcações das cias aéreas.


8- Tenho viagem marcada para o segundo semestre.

Seguindo a recomendação do item anterior, o cenário para Agosto já é de praticamente normalidade nas viagens nacionais e internacionais. Por tanto, exceto o fato de você já ter decidido o cancelamento, aproveitar da flexibilização temporária das políticas de cancelamentos e remarcações das cias aéreas. Mas atenção,nem todas as cias aéreas estão flexibilizando voos no segundo semestre.


9- Reservei minha viagem pela internet e não consigo atendimento

Nessa situação você pode contar com nossa ajuda, porém a reserva é sempre do canal de vendas pelo qual você comprou. Podemos te ajudar com alguns atalhos e informações atualizadas, mas para confirmação de alteração a mesma deverá ser efetuada no canal de compra original.


10- Tenho reservas de hotéis internacionais, como cancelar ou alterar?

Esse tipo de situação é um pouco mais delicada e demanda paciência e jogo de cintura. Dependendo do canal de vendas pelo qual você fez a reserva desses hotéis, principalmente quando o pagamento é direto pelo estabelecimento (hotel), você precisá contar com a ajuda desse canal de vendas para reembolso ou remarcação. Os hotéis normalmente tem optado por remarcar a data da viagem, dessa forma ajuda os dois lados. Alguns hotéis aceitam reembolsar de acordo com a situação local. Outros, podem não aceitar nem uma opção nem outra.


11- Minhas reservas são de hotéis nacionais.

Nesta situação fica um pouco mais fácil de resolver, até mesmo por estarem sob o alcance da justiça brasileira. Caso tenha reservado através de uma agência de viagens online ou física, o ideal é primeiro contactar a agência e pedir o cancelamento ou alteração do período da hospedagem.


12- Pra minha viagem, reservei uma locação de carro.

Locadoras de veículos em geral possuem uma política de alteração e cancelamento bastante flexível, com algumas exceções que cobram taxas de cancelamento. Mas comuniquem o canal por onde a sua reserva foi efetuado o mais rápido possível.


13- Tenho um cruzeiro reservado.

Em caso de cruzeiros marítimos, a maioria das saídas foram canceladas em 2020, o que teoricamente facilitará receber o reembolso integral do que foi pago ou alterar o período da viagem. Podendo deixar o crédito em aberto durante até 12 meses.


14- A minha viagem é um pacote que comprei por uma operadora famosa.

Neste caso o ideal é observar o contrato assinado e conversar diretamente com a agência para verificar quais as medidas estão sendo tomadas. Muitas vezes ao adquirir um pacote de viagens por uma operadora os serviços contratados são emitidos mais próximos do embarque do passageiro, tanto que nessa situação a entrega dos vouchers fica condicionada a proximidade do embarque da viagem.


15- Minha viagem é uma surf trip com meus amigos.

As orientações prestadas nos itens anteriores serão as mesmas para quem tem surf trip marcada.


16- Fechei uma surf trip da OFF Viagens com data para embarque nos próximos 30 dias.

Neste momento nosso único grupo que ainda não embarcou é o de El Salvador e estamos negociando novas datas para embarque da trip.


17- Cancelei minha viagem antes da flexibilização das regras, o que fazer?

Neste caso a política aplicada a sua reserva será a do momento que você solicitou o cancelamento.


18- Não concordo com os prejuízos que tive com a alteração ou cancelamento da minha viagem, posso entrar na justiça?

Sim, a todo o consumidor é de direito questionar na justiça quando não concordar com o desfecho de suas negociações comerciais.



Por fim, todas essas informações podem sofrer alterações a qualquer momento. A expectativa é para um cenário melhor a partir de Maio onde as viagens começarão a se normalizarem.


Consultem nosso atendimento para novas atualizações.

0 comentário

Comments


bottom of page